Internacionais

Novo presidente diz que Irã buscará fim de sanções “tirânicas” dos EUA

Reuters
Reuters
Novo presidente diz que Irã buscará fim de sanções “tirânicas” dos EUA
Ebrahim Raisi concede entrevista coletiva em Teerã

3 de agosto de 2021 - 11:17 - Atualizado em 3 de agosto de 2021 - 11:21

Por Parisa Hafezi

DUBAI (Reuters) – O novo presidente linha-dura do Irã, Ebrahim Raisi, disse nesta terça-feira que adotará medidas para suspender as sanções “tirânicas” impostas pelos Estados Unidos depois de obter o endosso formal do líder supremo do país para tomar posse na quinta-feira.

Raisi, alvo de sanções pessoais dos EUA devido a alegações de abusos de direitos humanos cometidos durante seu tempo como juiz, prometeu melhorar as condições de vida dos iranianos, que pioraram desde 2018, quando Washington reativou sanções contra o Irã depois de abandonar um acordo nuclear.

“Tentaremos suspender as sanções tirânicas impostas pela América”, disse Raisi, eleito em junho para substituir o pragmático Hassan Rouhani em uma votação na qual outros candidatos destacados foram impedidos de concorrer, em um pronunciamento televisionado.

“Mas não ataremos… a economia à vontade de estrangeiros”, disse ele, um protegido do aiatolá Ali Khamenei.

O Irã e seis potências conversam desde abril para ressuscitar o pacto nuclear, segundo o qual Teerã concordou em limitar seu programa nuclear para dificultar a obtenção de material físsil para uma arma em troca do abrandamento das sanções.

O Irã diz que nunca buscou armas nucleares e nunca o faria.

Autoridades iranianas e ocidentais dizem que ainda há lacunas consideráveis para a reativação do pacto. Uma sexta rodada de conversas indiretas entre Teerã e Washington em Viena foi interrompida em 20 de junho, e as partes ainda não anunciaram quando ela será retomada.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH720UQ-BASEIMAGE