Internacionais

Mulher que foi vendida quando era bebê encontra mãe após 48 anos

Ana Paula contou que foi vendida pelos avós ainda bebê porque sua mãe engravidou aos 13 anos e a família temia condenações da comunidade

Aline
Aline Taveira / Produtora com informações do The Sun
Mulher que foi vendida quando era bebê encontra mãe após 48 anos
(Foto: Reprodução/The Sun)

25 de agosto de 2021 - 12:31 - Atualizado em 25 de agosto de 2021 - 12:31

Uma mulher encontrou com sua mãe biológica aos 48 anos, após descobrir que foi vendida pelos avós quando era um bebê. Segundo a argentina Ana Paula Tolosa Safigueroa, sua mãe, Devora Safigueroa, tinha apenas 13 anos quando engravidou e, por isso, a família vendeu o bebê na esperança de que a filha se livrasse de uma “condenação social”.

Ana Paula contou ao canal de TV local TN que só descobriu que tinha sido comprada por seus pais adotivos quando tinha 24 anos, e sua mãe biológica a contou que seus pais tiraram a bebê dela contra sua vontade momentos depois de seu nascimento.

“Quando nasci, a parteira disse à minha mãe que eu era um rapaz e que me tinham dado a algumas pessoas em Magdalena. Era tudo mentira, então eles nunca poderiam me encontrar. Durante minha infância, eu estava a 20 quarteirões da casa dos meus pais verdadeiros”, contou.

Durante a pandemia do COVID-19, Ana Paula foi contatada por uma prima biológica no Facebook, que então avisou as filhas de Devora – irmãs de Ana Paula. A prima encontrou Ana Paula depois que ela compartilhou um post na rede social escrevendo sobre sua mãe há muito perdida acompanhada de uma foto sua.

Um teste de DNA realizado em agosto de 2020 afirmou que elas eram mãe e filha com 99,9% de chances. Devido às restrições impostas para a prevenção do novo coronavírus, elas não puderam se encontrar pessoalmente, então passaram um mês conversando por videochamada até que finalmente puderam realizar o encontro.

Além de Devora, Ana Paula também se reencontrou com o pai, que chorou durante a primeira videochamada do trio.