Internacionais

Mulher é suspeita de matar marido idoso e milionário com overdose de estimulante

O empresário se descrevia como “Don Juan” e estava casado com a atual esposa há três meses

Aline
Aline Taveira / Produtora com informações do Japan Times
Mulher é suspeita de matar marido idoso e milionário com overdose de estimulante
O casal estava casado há 3 meses. (Foto: Reprodução)

29 de abril de 2021 - 10:59 - Atualizado em 29 de abril de 2021 - 10:59

Uma mulher japonesa de 25 anos foi presa nesta quarta-feira (28) acusada de matar o marido, de 77 anos, com uma overdose de estimulantes. O milionário, Kosuke Nozaki, que escreveu um livro comparando-se com Don Juan, morreu em 2018, cerca de três meses depois do casamento

Segundo informações do Japan Times, a vítima era presidente de uma empresa de distribuição de bebidas e de negócios imobiliários. Kosuke Nozaki morreu após ingerir uma dose letal de uma droga estimulante ilegal

Em seu livro, “Don Juan de Kishu: O Homem que Deu 3 Bilhões de ienes a 4.000 Mulheres Bonitas“, o empresário contou que tinha um “desejo ilimitado de fazer sexo com mulheres bonitas“. Ele foi encontrado morto em sua casa, na província de Wakayama, em maio de 2018. 

Os vestígios do estimulante no organismo e o corpo sem marcas de agressão levaram a polícia à conclusão de que a morte havia sido por envenenamento. Como a esposa, Saki Sudo, havia pesquisado estimulantes na internet, foi tida como a principal suspeita. 

O governo local confirmou que o testamento do milionário destinava todos os seus bens, no valor de 1,3 bilhão de ienes, o equivalente a R$ 64 milhões, a doações para a cidade de Tanabe, onde vivia. Como sua herdeira legal, porém, Saki estava negociando metade dos bens com a prefeitura. 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.