Internacionais

Mãe que abusou sexualmente da filha é condenada a 175 anos de prisão

A mulher gravou vídeos e tirou fotos enquanto cometia incesto com a criança de cinco anos

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do The Sun
Mãe que abusou sexualmente da filha é condenada a 175 anos de prisão
Foto: Reprodução

22 de dezembro de 2020 - 09:13 - Atualizado em 22 de dezembro de 2020 - 09:15

Uma mãe condenada a 155 anos de prisão por abusar sexualmente de sua filha de cinco anos teve mais 20 anos adicionados a sua sentença, na última semana, por pornografia infantil. Segundo as investigações, além do incesto, Elizabeth Haway, de 43 anos. enviou vídeos do abuso para um pedófilo. O caso ocorreu em Princeton, West Virginia, EUA. 

A polícia começou a investigar Haway em abril de 2019 depois de receber fotos dela abusando sexualmente da menina. Em seu celular foram encontrados dois vídeos que comprovavam o crime e ela acabou presa. 

Em agosto, ela admitiu conspiração para produzir pornografia infantil e em maio deste ano foi condenada a 155 anos de prisão. 

“Vinte anos de prisão por um crime abominável que infligiu um trauma vitalício a uma criança. Faremos tudo ao nosso alcance para manter infratores como Haway longe dos filhos de West Virginia”, ressaltou o promotor Mike Stuart.

Já o juiz que esteve à frente do julgamento da mãe declarou que o caso é um dos mais horríveis em sua carreira de mais de 30 anos na magistratura. 

“Estou envolvido no sistema de justiça criminal há mais de 30 anos. Desse ponto de vista, este é um dos casos mais vis e horríveis que já experimentei no sistema de justiça criminal”, disse William Sadler.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.