Internacionais

Juiz peruano rejeita prisão preventiva de Keiko Fujimori por lavagem de dinheiro

Reuters
Reuters
Juiz peruano rejeita prisão preventiva de Keiko Fujimori por lavagem de dinheiro
Keiko Fujimori em Lima

21 de junho de 2021 - 21:00 - Atualizado em 21 de junho de 2021 - 21:01

LIMA (Reuters) – Um juiz peruano recusou nesta segunda-feira um pedido para que a candidata à Presidência do Peru Keiko Fujimori retornasse à prisão preventiva por um caso de lavagem de dinheiro e corrupção, ao mesmo tempo em que a candidata exige a revisão dos votos nas eleições recentes do país.

Keiko, filha mais velha do ex-presidente Alberto Fujimori, não admitiu sua derrota para o socialista Pedro Castillo, que se proclamou vencedor após a autoridade eleitoral do país anunciar sua liderança por uma diferença de 44.058 votos.

Para anunciar oficialmente o vencedor, o Tribunal Nacional de Eleições deve resolver a impugnação ou anulação de milhares de votos de regiões remotas, a maioria solicitada por Keiko Fujimori, que alega “fraude em mesa”. O processo de revisão pode demorar dias e até semanas, segundo especialistas.

Observadores internacionais do processo em Lima já manifestaram que as eleições ocorreram de maneira transparente.

O procurador do caso envolvendo Keiko, José Domingo Pérez, havia pedido 11 meses e 22 dias de prisão preventiva para a candidata, alegando que ela descumpriu restrições como por exemplo manter comunicação com testemunhas do caso, no qual ela é acusada de receber 1,2 milhão de dólares da construtora brasileira Odebrecht para suas campanhas políticas em 2011 e 2016. 

A candidata compareceu à audiência de segunda-feira junto de sua advogada Giulliana Loza, que afirmou que sua cliente não descumpriu restrições nem agiu para obstruir o processo judicial, que ainda não tem data marcada para o início das audiências.

(Reportagem de Marco Aquino)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5L000-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.