Internacionais

Irã concede US$150 mil a cada família das vítimas de queda de avião ucraniano

Reuters
Reuters
Irã concede US$150 mil a cada família das vítimas de queda de avião ucraniano
(Blank Headline Received)

30 de dezembro de 2020 - 19:29 - Atualizado em 30 de dezembro de 2020 - 19:30

DUBAI (Reuters) – O gabinete do Irã destinou na quarta-feira 150 mil dólares para as famílias de cada uma das 176 vítimas de um avião ucraniano abatido no espaço aéreo iraniano em janeiro, informou a agência de notícias oficial Irna.

Ao descrever como “inaceitável” a forma como o Irã tem lidado com a situação, a Ucrânia disse que o valor da indenização deveria ser negociado e pediu que os responsáveis sejam levados à Justiça.

De acordo com a agência Irna, um comunicado do governo iraniano informou: “O gabinete aprovou o fornecimento de 150.000 dólares ou o equivalente em euros o mais rápido possível para as famílias e sobreviventes de cada uma das vítimas da queda do avião ucraniano.”

A Guarda Revolucionária do Irã disse ter derrubado acidentalmente o avião da Ukraine International Airlines logo após a decolagem, confundindo-o com um míssil no momento em que as tensões com os Estados Unidos eram altas.

O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia afirmou que a compensação deveria ser definida por meio de conversas, levando em consideração a prática internacional, após estabelecidas as causas da tragédia, e que os responsáveis sejam levados à Justiça.

“O lado ucraniano espera do Irã um esboço do relatório técnico sobre as circunstâncias do abate da aeronave”, disse o porta-voz do ministério Oleh Nikolenko, acrescentando que o Irã ainda não implementou acordos anteriores, sem dar detalhes.

“Esta situação é especialmente inaceitável, já que estamos falando sobre o destino de pessoas inocentes”, afirmou Nikolenko.

(Reportagem adicional de Pavel Polityuk em Kiev)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGBT1DJ-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.