Internacionais

Investigação sobre Covid-19 visa ministro da Saúde francês e outras autoridades

Reuters
Reuters
Investigação sobre Covid-19 visa ministro da Saúde francês e outras autoridades
Ministro da Saúde francês, Olivier Verán, durante coletiva de imprensa

15 de outubro de 2020 - 11:26 - Atualizado em 15 de outubro de 2020 - 11:31

PARIS (Reuters) – A polícia realizou uma operação nas casas e nos escritórios do ministro da Saúde da França e seu diretor de saúde pública nesta quinta-feira, parte de um inquérito sobre a reação das autoridades à pandemia de coronavírus, disse um funcionário do Ministério da Saúde do país à Reuters, confirmando uma reportagem anterior da BFM TV.

“Esta operação foi realizada sem encontrar qualquer problema. O procedimento está seguindo seu curso”, acrescentou o funcionário.

Além do atual ministro da Saúde, Olivier Verán, e do diretor de saúde pública, Jérôme Salomon, a antecessora de Verán, Agnés Buzyn, o ex-primeiro-ministro Édouard Philippe e a ex-porta-voz de governo Sibeth Ndiaye também foram visados nas batidas, acrescentou a BFM.

A Reuters não conseguiu contatar de imediato Verán e Salomon ou as outras autoridades que foram alvo da operação, e polícia de Paris e o Ministério do Interior tampouco comentaram de imediato.

No dia 3 de julho, o Tribunal da Lei da República – uma corte especial estabelecida para julgar casos de má conduta ministerial – iniciou uma investigação judicial sobre a reação oficial à pandemia depois de dezenas de queixas de médicos, autoridades locais e casas de repouso.

O inquérito pretendeu determinar se houve uma “falta de vontade de combater um desastre” da parte dos responsáveis no início da pandemia.

A notícia da operação veio à tona poucas horas depois de o presidente Emmanuel Macron ordenar um toque de recolher noturno que afetará um terço da população francesa na tentativa de conter uma segunda onda crescente do vírus mortal.

(Por Elizabeth Pineau)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9E1AE-BASEIMAGE