Internacionais

Inundações no Níger matam 51 e expulsam milhares de casa

Reuters
Reuters
Inundações no Níger matam 51 e expulsam milhares de casa
Casas cercadas pelas inundações no Níger

31 de agosto de 2020 - 15:12 - Atualizado em 31 de agosto de 2020 - 15:16

NIAMEI (Reuters) – Inundações intensas ocorridas neste mês no Níger mataram 51 pessoas e destruíram milhares de casas depois que chuvas torrenciais fizeram rios transbordarem, disseram autoridades nesta segunda-feira.

As inundações são comuns na estação chuvosa do país, quando rios e córregos transbordantes varrem casas e arrasam plantações.

Desde que elas começaram, no início de agosto, mais de 26 mil casas desmoronaram, matando 37 pessoas, e outras 14 se afogaram, disse o Ministério de Reação Humanitária em um comunicado.

Ainda nesta segunda-feira, o presidente Mahamadou Issoufou visitou o distrito 5 da capital Niamei, que foi inundado pelo Rio Níger. A água marrom que havia atravessado as casas do moradores ainda os cobria até os tornozelos.

Em um comunicado posterior, Issoufou disse que medidas urgentes são necessárias para apoiar as 281 mil pessoas afetadas pelas inundações em todo o país.

Em grande parte deserto, o Níger é um dos países menos desenvolvidos do mundo.

Até o início de 2020, mais de 2,9 milhões de pessoas estavam necessitadas de ajuda humanitária devido à insegurança, às inundações cíclicas, às doenças epidêmicas, às secas e ao deslocamento, de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

(Por Boureima Balima)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG7U1D7-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.