Internacionais

Índia financiará reforço de produção de fabricantes de vacinas devido a escassez

Reuters
Reuters
Índia financiará reforço de produção de fabricantes de vacinas devido a escassez
Vacinação na Índia

19 de abril de 2021 - 16:15 - Atualizado em 19 de abril de 2021 - 16:16

Por Aftab Ahmed

NOVA DÉLHI (Reuters) – O governo da Índia aprovou uma concessão equivalente a 610 milhões de dólares para os fabricantes de vacinas contra Covid-19 Instituto Serum da Índia (SII) e Bharat Biotech para reforçar a capacidade produtiva agora que as infecções estão se disseminando em velocidade recorde, disse seu ministro das Finanças.

O SII, o maior fabricante mundial de vacinas, incluindo a da AstraZeneca, receberá 400 milhões de dólares deste total, disse Nirmala Sitharaman à rede de notícias CNBC-TV18 nesta segunda-feira.

O governo central está tendo dificuldade para atender a procura de muitos Estados pela vacina em meio a um aumento exponencial de casos de coronavírus no país de 1,3 bilhão de habitantes.

A Índia já administrou mais de 112 milhões de doses da vacina da AstraZeneca, a maior quantidade em todo o mundo, apesar das preocupações com o fato de que algumas pessoas de outros países desenvolveram coágulos sanguíneos depois de receberam a vacina.

O SII pediu os fundos para aumentar sua capacidade mensal dos 70 milhões de doses atuais para 100 milhões até o final de maio.

“Está claro para nós que daremos todo e qualquer apoio necessário para desenvolver e fortalecer a disponibilidade de vacinas em nosso país”, disse uma fonte do governo, que não quis se identificar por não estar autorizada a falar publicamente sobre o tema.

Dada a disparada da procura doméstica, qualquer financiamento governamental dificilmente ajudará a aliviar a queda de exportações de vacina. A Índia adiou grandes remessas neste mês, exportando somente cerca de 2 milhões de doses –entre o final de janeiro e março foram 64 milhões de doses.

O SII, que em breve também começará a fabricar a vacina contra Covid-19 da Novavax, não respondeu a um pedido de comentário da Reuters. A Bharat Biotech não respondeu fora do horário comercial.

(Reportagem adicional de Krishna N. Das)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3I1DL-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.