Internacionais

Idosa surpreende família ao retornar para asilo 10 dias após ser enterrada

Mulher foi dada como morta e família não pode realizar o sepultamento devido aos protocolos do novo coronavírus

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do La Voz de Galicia
Idosa surpreende família ao retornar para asilo 10 dias após ser enterrada
Rogelia à esquerda (FOTO: REPRODUÇÃO/ LA VOZ DE GALICIA)

30 de janeiro de 2021 - 17:11 - Atualizado em 30 de janeiro de 2021 - 17:11

Uma história sinistra mexeu com duas famílias na cidade de Xove, na Galícia, na Espanha, nesta semana. Dez dias após ser informada que a senhora Rogelia Blanco, que vivia em uma casa de repouso, havia sido enterrada, a família recebeu a grata notícia de que a idosa estava viva. Por outro lado, a colega de quarto de Rogelia, que todos acreditavam estar curada da Covid-19, já estava enterrada.

De acordo com a Fundação San Rosendo, a confusão aconteceu quando pacientes que testaram positivo no asilo foram transferidos para Pereiro de Aguiar. Na cidade distante, uma idosa faleceu, entretanto, quando os recuperados retornaram a casa matriz de repouso, foi descoberto que todos informaram a família errada sobre o falecimento. Desta maneira, os familiares que estavam tristes pela morte reencontram a idosa com vida. Já os parentes de outra idosa tiveram a triste notícia que a familiar havia morrido há 10 dias.

Morta reaparece em asilo

Segundo informações do La Voz de Galicia, um surto de covid-19 atingiu um asilo em Xove. Devido a necessidade de cuidados especiais, muitos idosos com resultado positivo foram transferidos para Pereiro de Aguiar. 

No dia 13 de janeiro, a família de Rogelia Blanco foi informada sobre o falecimento da idosa. Devido a distância entre as cidades e o protocolo rígido do coronavírus, o sepultamento foi realizado próximo ao local do óbito. 

Entretanto, no último sábado (23), quando alguns idosos retornaram a Xove, pois estavam recuperados da doença, a família de Rogelia recebeu uma ligação de funcionários. Os profissionais informaram que Rogelia já estava podendo receber visitas no asilo, o que levou todos a um espanto.

Durante a troca de informações, os administradores perceberam que quem morreu em Pereiro de Aguiar havia sido Concepción Arias, a colega de quarto de Rogelia. Logo em seguida a família de Arias foi avisada que a idosa já havia sido enterrada há 10 dias.

Os familiares se desesperaram, pois de acordo com notícias, a idosa havia se curado da doença

“Quando cheguei lá, deram-me a notícia de que a minha irmã estava morta havia dez dias”, disse Maximino, irmão de Arias.

Rogelia Blanco (FOTO: REPRODUÇÃO/ LA VOZ DE GALICIA)

Rogelia segue na casa de repouso.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.