Internacionais

Humanigen diz ter remédio que melhora sobrevivência sem ventilador de pacientes de Covid-19

Reuters
Reuters
Humanigen diz ter remédio que melhora sobrevivência sem ventilador de pacientes de Covid-19
Respirador em UTI de hospital universitário em Aachen, na Alemanha

29 de março de 2021 - 12:02 - Atualizado em 29 de março de 2021 - 12:05

(Reuters) – A Humanigen disse nesta segunda-feira que seu remédio experimental contra Covid-19 cumpriu o objetivo principal de proporcionar uma sobrevivência melhor sem ventilação mecânica em pacientes hospitalizados em um teste de estágio avançado, o que fez suas ações dispararem 60% antes da abertura do pregão.

A empresa disse que planeja apresentar uma solicitação de autorização de uso emergencial para o medicamento lenzilumab “assim que possível”.

“Já marcamos algumas reuniões com a FDA (Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos) nas próximas duas semanas para entendermos melhor o que seria necessário para solicitar uma autorização de uso emergencial”, disse o executivo-chefe, Cameron Durrant, à Reuters.

O lenzilumab pertence a uma classe de remédios conhecidos como antibióticos monoclonais (MAbs), que são cópias fabricadas de proteínas produzidas pelo organismo para combater a infecção do coronavírus.

A empresa está atrás da Regeneron Pharmaceuticals e da Eli Lilly and Co, cujos MAbs já receberam autorização de uso emergencial da FDA.

A Humanigen disse que os pacientes que recebem o lenzilumab com outros tratamentos, incluindo esteroides e o remdesivir da Gilead, têm 54% mais probabilidade de sobreviver sem ventilação mecânica na comparação com pacientes que recebem placebo ao longo de um período de 28 dias.

A farmacêutica firmou vários acordos de fabricação para ampliar sua capacidade produtiva do lenzilumab.

“Estamos intensificando nossa fabricação, e esperamos ter terapias suficientes para tratar 100 mil pacientes ao longo dos próximos 12 meses”, disse Durrant.

O lenzilumab também está sendo testado em um estudo apoiado pelo Instituto Nacional de Saúde com pacientes de Covid-19 com ventilação mecânica.

(Por Mrinalika Roy em Bengaluru)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH2S144-BASEIMAGE