Internacionais

Hospital russo diz ter iniciado vacinação anticoronavírus de civis na semana passada

Reuters
Reuters
Hospital russo diz ter iniciado vacinação anticoronavírus de civis na semana passada
Frascos com a vacina russa Sputnik V fotografados em uma clínica em Tver

30 de novembro de 2020 - 18:17 - Atualizado em 30 de novembro de 2020 - 18:20

MOSCOU (Reuters) – A Rússia entregou o primeiro lote conhecido de vacinas contra coronavírus Sputnik V para uso civil a um hospital no sul de Moscou, que disse nesta segunda-feira que começou a vacinar a população local na semana passada.

O país, que corre para acompanhar farmacêuticas ocidentais na busca por uma vacina contra coronavírus, disse que resultados provisórios de testes mostram que a Sputnik V tem 92% de eficácia na proteção das pessoas contra a Covid-19.

O Hospital Municipal Central de Domodedovo disse em seu site que moradores que quiserem se vacinar têm que se registrar com antecedência em um site do governo e levar consigo um resultado de exame negativo de Covid-19, além de documentos de identidade, no dia da inoculação.

Os casos de coronavírus dispararam na Rússia a partir de setembro, mas as autoridades resistem à adoção de um lockdown rígido e dizem que medidas específicas bastam para lidar com a crise.

Autoridades confirmaram 26.338 casos novos de coronavírus nesta segunda-feira, sendo 6.511 em Moscou e 3.691 em São Petersburgo, o que eleva o total nacional a 2.295.654 desde que a pandemia começou.

Elas também relataram 368 mortes nas últimas 24 horas, o que eleva o total oficial de fatalidades a 39.895.

(Por Anton Zverev; reportagem adicional de Polina Nikolskaya)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAT1OC-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.