Internacionais

Homem é preso após atear fogo a urna de votação em Boston

Reuters
Reuters
Homem é preso após atear fogo a urna de votação em Boston
Eleitor preenche cédula em local de votação no estádio de beisebol Fenway Park, em Boston

26 de outubro de 2020 - 19:49 - Atualizado em 26 de outubro de 2020 - 19:50

Por Kanishka Singh e Rich McKay

(Reuters) – A polícia da cidade norte-americana de Boston anunciou nesta segunda-feira que prendeu um homem de 39 anos por ligação com um incêndio criminoso em uma urna de votação no domingo.

A polícia acusou Worldy Armand, no domingo, com um mandado excepcional por receptação de propriedade roubada, anunciou o Departamento de Polícia de Boston em nota. 

Armand foi acusado no início da segunda-feira de incêndio intencional e malicioso, e sua apresentação diante do Tribunal Municipal de Boston foi agendada, segundo a polícia. Nenhum valor de fiança foi estabelecido. 

O FBI também investiga o incêndio que aconteceu no domingo e afirmou que a urna estava colocada em frente à Biblioteca Pública de Boston. 

Autoridades do Estado de Massachusetts descreveram o incidente como um “ataque deliberado”. 

Havia 122 cédulas dentro da urna quando ela foi esvaziada na manhã de domingo, disseram as autoridades, e 35 delas foram danificadas. 

O prefeito de Boston, Marty Walsh, chamou o incidente de “uma desgraça para a democracia, um desrespeito aos eleitores que realizam seu dever cívico, e um crime”. 

(Reportagem de Kanishka Singh e Rich McKay)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9P1RV-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.