Internacionais

“Gato traficante” é apreendido pela polícia ao tentar entrar com drogas em presídio

O animal seria usado pelos presos como transportador de entorpecentes para dentro do complexo

Aline
Aline Taveira / Produtora
“Gato traficante” é apreendido pela polícia ao tentar entrar com drogas em presídio
O gato foi apreendido e levado a uma entidade responsável (Foto: Polícia Nacional do Panamá/Twitter)

19 de abril de 2021 - 15:06 - Atualizado em 19 de abril de 2021 - 15:06

Um gato que portava drogas foi interceptado pela polícia ao tentar entrar em uma prisão na última sexta-feira (16). O animal “traficante” carregava os entorpecentes em um pano amarrado ao corpo e foi pego em frente à prisão de Nueva Esperanza, na província caribenha de Cólon, no Panamá. 

Segundo o chefe do Sistema Penitenciário do Panamá, Andrés Gutierrez, o animal carregava pacotes com pó branco, folhas e “matéria vegetal”, o que corresponderia a cocaína, maconha e crack.

Os entorpecentes estavam amarrados ao gato em um pano (Foto: Panama’s Prosecutor Office/AFP)

O complexo abriga mais de 1.700 presos e a polícia registrou o momento da apreensão, posteriormente publicado por veículos locais. Confira:

Investigação

O governo panamenho logo anunciou que as investigações sobre o uso de animais no contrabando de entorpecentes para o presídio já foi iniciada e que o gato está sob cuidados de uma entidade de defesa dos animais

Não foi a primeira vez que a polícia local flagrou tentativas inusitadas de transferência de substâncias ilícitas para dentro da prisão. Outros animais, como pombas, e até mesmo dispositivos tecnológicos como drones já foram utilizados anteriormente pelos internos, de acordo com as autoridades.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.