Internacionais

Funeral do Príncipe Philip é marcado para o próximo sábado (17)

Salvas de tiros e de artilharia foram disparadas no Reino Unido neste sábado (10) para marcar a morte do duque de Edimburgo

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da Agência Brasil e da Reuters
Funeral do Príncipe Philip é marcado para o próximo sábado (17)
(Foto: Reuters/Toby Melville)

10 de abril de 2021 - 16:10 - Atualizado em 10 de abril de 2021 - 16:26

O Palácio de Buckingham informou que o funeral do Príncipe Philip, morto nesta sexta-feira (9), será realizado no próximo sábado (17). O ato será realizado na Capela de St. George, no Castelo de Windsor, e será precedido por um minuto de silêncio em todo o país. Não haverá acesso ao público ou uma procissão pública por conta da pandemia.

O número de convidados será limitado a 30 pessoas. O Palácio de Buckingham destacou que o funeral será realizado de acordo com restrições contra a Covid-19. Por isso, membros da família real, incluindo a rainha, deverão usar máscaras.

Um porta-voz do Palácio de Buckingham confirmou que Harry, que se mudou para Los Angeles após abdicar de seus deveres reais, planeja comparecer ao funeral, mas que sua esposa grávida Meghan Markle foi aconselhada pelo seu médico a não viajar.

Homenagem

Salvas de tiros e de artilharia foram disparadas no Reino Unido neste sábado (10) para marcar a morte do duque de Edimburgo, com uma enxurrada de homenagens ao homem que foi o pilar de força da rainha Elizabeth durante seu reinado.

O público levou flores aos arredores das residências reais, em tributo ao príncipe de 99 anos que passou mais de sete décadas ao lado da esposa.

Em sua conta oficial do Twitter, a família real publicou uma homenagem da rainha ao seu marido, feita no aniversário de 50 anos de casamento, em 1997.

“Ele tem sido simplesmente a minha força e estabilidade todos esses anos, e eu, toda sua família, e este e muitos outros países, temos com ele uma dívida maior do que ele um dia cobrará, ou que jamais saberemos”,

disse na rede social.

As Forças Armadas marcaram a morte de Philip ao meio-dia com uma salva de tiros. Unidades de artilharia em Londres, Edimburgo, Cardiff, Belfast e Gibraltar, e alguns navios de guerra, acionaram suas armas.

Apesar de um pedido da família real para que o público obedecesse regras de distanciamento social contra a pandemia e evitasse visitas às residências, pessoas levaram cartazes e flores ao Castelo de Windsor e ao Palácio de Buckingham.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.