Internacionais

Frio congela parques de energia eólica do Texas

Reuters
Reuters

15 de fevereiro de 2021 - 16:44 - Atualizado em 15 de fevereiro de 2021 - 16:44

(Reuters) – Tempestades de gelo derrubaram quase metade da capacidade de geração de energia eólica do Texas no domingo, um dos efeitos de um raro frio congelante que atingiu o Estado, informou o operador do sistema do Estado.

Respondendo a um pedido do governador Greg Abbott, o presidente Joe Biden fez uma declaração federal de emergência para todos os 254 condados do Estado no domingo, autorizando agências dos EUA a coordenarem a ajuda humanitária em caso de catástrofes pelo mau tempo no Texas.

Os problemas de energia no Texas vieram com um frio de gelar os ossos, combinado neve, granizo e chuva congelante. As temperaturas baixaram em grande parte dos Estados Unidos, desde o noroeste do Pacífico até as Grandes Planícies e Estados do meio do Atlântico no fim de semana.

O Conselho de Confiabilidade Elétrica do Texas (Ercot), o operador de rede do estado, emitiu um alerta pedindo aos consumidores e empresas para economizar energia, citando demandas relacionadas ao frio extremo que assola o Estado.

“Estamos lidando com interrupções de geração acima do normal devido a turbinas eólicas congeladas e fornecimento limitado de gás natural disponível para unidades geradoras”, disse a agência.

Parques eólicos no oeste do Texas, atingidos por tempestades de gelo no fim de semana, foram particularmente atingidos.

Dos mais de 25.000 megawatts de capacidade eólica normalmente disponíveis no Texas, cerca de 12.000 megawatts estavam fora de serviço na manhã de domingo “devido ao evento de inverno”, disse a porta-voz do Ercot, Leslie Sopko.

A geração eólica é a segunda maior fonte de energia no Texas, responsável por 23% das fontes de alimentação estaduais no ano passado, atrás do gás natural, que representou 45%, de acordo com dados da Ercot.

(Por Steve Gorman)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.