Internacionais

França não irá impor novo lockdown apesar da alta em casos de coronavírus

Reuters
Reuters
França não irá impor novo lockdown apesar da alta em casos de coronavírus
.

29 de dezembro de 2020 - 18:09 - Atualizado em 29 de dezembro de 2020 - 18:11

PARIS (Reuters) – A França não irá aplicar um novo lockdown por enquanto para conter o avanço do coronavírus, mas pode em breve impor um toque de recolher mais antecipado nas áreas do leste do país, as mais afetadas pelas infecções, afirmou o ministro da Saúde do país na terça-feira. 

“Estamos descartando a ideia de lockdown por ora, seja ele nacional ou local”, disse Olivier Véran no canal de televisão público France 2. 

“Mas vamos propor uma extensão do toque de recolher, para que ele se inicie às 18h, em vez 20h, em todas as áreas onde for considerado necessário”, disse Veran.

A França, que tem o maior número de casos na Europa Ocidental e o quinto do mundo, com 2,57 milhões, já passou por dois lockdowns, o primeiro entre 17 de março e 11 de maio e o segundo entre 30 de outubro e 15 de dezembro. 

Desde então, o lockdown foi substituído por um toque de recolher nacional, das 20h às 6h, e, ao contrário do que se esperava, estabelecimentos culturais continuaram fechados já que o número diário de novas infecções não caiu para abaixo de 5 mil, como era a meta estabelecida pelo governo.

As autoridades sanitárias francesas reportaram 11.395 novas infecções nas últimas 24 horas, saltando para acima da marca de 10 mil pela primeira vez nos últimos quatro dias. 

(Reportagem de Benoit Van Overstraeten)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGBS131-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.