Internacionais

Filha de bombeiro está entre mortos em desabamento de prédio na Flórida

Reuters
Reuters
Filha de bombeiro está entre mortos em desabamento de prédio na Flórida
Equipes de resgate buscam vítimas de desabamento de prédio em Surfside, na Flórida

2 de julho de 2021 - 18:00 - Atualizado em 2 de julho de 2021 - 18:01

Por Katanga Johnson e Francisco Alvarado

SURFSIDE (Reuters) – O número de mortos no desabamento de um prédio na Flórida na semana passada aumentou para 20 nesta sexta-feira, depois que equipes de busca e resgate encontraram mais dois corpos, incluindo a filha de 7 anos de um bombeiro de Miami.

A busca árdua e meticulosa pelas vítimas nos escombros, que foi suspensa durante a maior parte da quinta-feira por questões de segurança, prosseguiu nesta sexta com mais cautela e um olhar atento sobre um furacão que pode atingir a Flórida em poucos dias. Há 128 pessoas ainda desaparecidas.

A menina de 7 anos foi a terceira criança a ser retirada sem vida do local do desabamento na cidade costeira de Surfside, próxima a Miami Beach. O prefeito de Miami, Francis Suarez, confirmou ao Miami Herald que o bombeiro, que não foi identificado, estava no local de buscas no momento, embora não fosse um dos trabalhadores que cavava nos escombros.

O bombeiro e seu irmão, também bombeiro, estavam de vigília no local desde a semana passada, esperando que a garota fosse resgatada, informou o jornal. Cerca de 200 agentes fizeram continência enquanto seu corpo era levado, disse o Herald, citando fontes não identificadas.

As autoridades disseram que o resgate foi especialmente emocionante para muitos dos socorristas que montaram um esforço inédito e ininterrupto para procurar sobreviventes, mesmo que as chances diminuam a cada dia que passa.

“Cada vítima que removemos é muito difícil”, disse o chefe dos bombeiros do condado de Miami-Dade, Alan Cominsky. “A noite passada foi ainda mais, quando estávamos removendo a filha de um colega bombeiro. Como bombeiros, fazemos o que fazemos – é uma espécie de chamado. Mas ainda tem um preço.”

Ninguém foi resgatado com vida dos escombros desde as primeiras horas depois que o edifício Champlain Towers South de 12 andares desabou parcialmente no início de 24 de junho enquanto os moradores dormiam.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH6117Q-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.