Internacionais

EXCLUSIVO–OMS flexibiliza termos de filiação a programa Covax de vacinas contra Covid-19

Reuters
Reuters
EXCLUSIVO–OMS flexibiliza termos de filiação a programa Covax de vacinas contra Covid-19
Logo da OMS em Genebra

28 de agosto de 2020 - 11:25 - Atualizado em 28 de agosto de 2020 - 11:26

Por Stephanie Nebehay

GENEBRA (Reuters) – Países mais ricos que se filiarem ao plano de vacinas contra Covid-19 da Organização Mundial da Saúde (OMS) terão uma nova opção para escolher quais vacinas obterão e ao mesmo tempo poderão se reservar o direito de receber sua “cota completa” de doses, como mostram documentos vistos pela Reuters.

A mudança parece ter o objetivo de convencer governos que negociam seus próprios acordos bilaterais de vacinas experimentais a também se filiarem ao programa global Covax até o prazo final de segunda-feira para manifestar seu interesse.

“Eles estão tentando ser mais flexíveis para países que se autofinanciam para torná-lo mais interessante… existem algumas vantagens em incentivar você a pagar adiantado”, disse um diplomata ocidental a par dos termos.

Estados Unidos, Japão, Reino Unido e União Europeia firmaram seus próprios acordos para garantir milhões de doses de vacinas contra Covid-19 para seus cidadãos, ignorando os alertas da OMS de que o “nacionalismo da vacina” limitará os suprimentos.

A OMS não respondeu a um pedido de comentário. A Reuters não conseguiu determinar se os documentos são a oferta final. O documento com os novos termos e condições tem data de 5 de agosto.

A oferta é o sinal mais recente da preocupação da agência da Organização das Nações Unidas (ONU) a respeito de seu esforço de unir o mundo em torno de sua vacina enquanto se empenha em convencer países mais ricos a levarem seu envolvimento além das promessas de financiamento e das palavras reconfortantes sobre doações de vacinas excedentes.

Não está claro se os novos termos bastarão para reconquistar a UE, que disse a seus países-membros que eles podem ajudar a custear o programa, mas não podem tentar comprar vacinas por meio dos dois esquemas.

O plano mais recente da OMS, divulgado a seus 194 integrantes nos últimos dias, promete “negociar o melhor preço possível dos fabricantes” e estabelecer um “mercado” para comercializar ou vender doses.

O prazo para confirmar um compromisso é 18 de setembro, e o pagamento adiantado deve ocorrer até 9 de outubro.

Lançado no final de abril, o programa Covax foi concebido para servir como uma “apólice de seguro inestimável para garantir o acesso a vacinas contra Covid-19 seguras e eficientes” por meio de um portfólio de vacinas experimentais usando uma gama ampla de tecnologias, disse a OMS.

Até o momento, ele conta com nove vacinas experimentais, e almeja proporcionar ao menos 2 bilhões de doses de vacinas aprovadas até o final de 2021 para garantir um “acesso igualitário”.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG7R17A-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.