Internacionais

Estados da Alemanha planejam permitir festas de Natal de até 10 pessoas

Reuters
Reuters
Estados da Alemanha planejam permitir festas de Natal de até 10 pessoas
Com máscaras de proteção, alemães caminham próximo a árvore de Natal em Berlim

24 de novembro de 2020 - 09:42 - Atualizado em 24 de novembro de 2020 - 09:46

BERLIM (Reuters) – Os 16 Estados federais da Alemanha planejam permitir festas de Natal e de Ano Novo de até 10 pessoas, oferecendo algum relaxamento das restrições do coronavírus para deixar famílias e amigos comemorarem juntos, mostrou o esboço de uma proposta nesta terça-feira.

Os premiês dos Estados devem debater seus planos com a chanceler, Angela Merkel, na quarta-feira. O prefeito de Berlim, Michael Mueller, disse à televisão ARD que acredita que as medidas combinadas pelos líderes na noite de segunda-feira serão adotadas.

Os premiês de dois Estados também disseram que há um apoio amplo à prorrogação de um “lockdown (nacional) suave” até 20 de dezembro para frear a disseminação da pandemia de Covid-19 para tornar as reuniões familiares possíveis no Natal.

A Alemanha fechou bares, restaurantes e locais de entretenimento por um mês no dia 2 de novembro. Escolas e lojas continuam abertas, e reuniões particulares foram limitadas a um máximo de 10 pessoas de duas casas.

Segundo os novos planos, as reuniões particulares serão limitadas a um máximo de cinco pessoas no período natalino. Além disso, fogos de artifício serão proibidos em locais públicos na véspera de Ano Novo para evitar grandes aglomerações.

“O Natal e outras festividades de final de ano deveriam ser possíveis como comemorações com familiares e amigos mesmo neste ano incomum, embora em escala menor”, disse o esboço.

(Por Andreas Rinke e Caroline Copley)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAN0X5-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.