Internacionais

Erdogan diz que Macron “está perdido” em segundo ataque verbal contra líder francês

Reuters
Reuters

25 de outubro de 2020 - 15:22 - Atualizado em 25 de outubro de 2020 - 15:22

ISTAMBUL (Reuters) – O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, disse neste domingo que seu homologo francês, Emmanuel Macron, “está perdido”, em sua segunda crítica contundente ao presidente da França em dois dias a respeito do tratamento dado por ele a muçulmanos.

No sábado, Erdogan havia dito que Macron tinha um problema com os muçulmanos e que precisaria de tratamento mental –uma declaração que fez com que a França chamasse de volta seu embaixador em Ancara.

“A pessoa responsável pela França está perdida. Fala sobre Erdogan o dia todo. Olhe para você primeiro e para onde está indo. Eu disse em Kayseri ontem que ele realmente deve ser examinado”, disse Erdogan em um discurso televisionado na província oriental de Malatya.

O líder francês declarou neste mês guerra ao “separatismo islâmico”, que ele acredita estar tomando conta de algumas comunidades muçulmanas na França.

Desde então, a França foi abalada pelo caso da decapitação de um professor por um militante islâmico, que se vingou do uso de cartuns do Profeta Maomé em uma aula sobre liberdade de expressão.

Turquia e França, ambos membros da aliança militar Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), estão em desacordo sobre questões que incluem Síria e Líbia, jurisdição marítima no leste do Mediterrâneo e o conflito em Nagorno-Karabakh.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.