Internacionais

Encontros românticos entre animais de zoológico de Cuba disparam no silêncio da quarentena

Reuters
Reuters
Encontros românticos entre animais de zoológico de Cuba disparam no silêncio da quarentena
Filhotes de tigre em zoológico de Havana

28 de outubro de 2021 - 16:45 - Atualizado em 28 de outubro de 2021 - 16:46

HAVANA (Reuters) – Os cuidadores do Zoológico Nacional de Cuba dizem que várias espécies de animais exóticos e ameaçados se aproveitaram da paz e do silêncio causados pela pandemia de coronavírus para encontros românticos que resultaram em uma quantidade inesperada de filhotes.

Entre os recém-nascidos estão leopardos, tigres de Bengala, zebras, girafas e antílopes, uma raridade que as autoridades atribuem aos muitos meses em que o zoológico ficou fechado durante a pandemia, disse a veterinária Rachel Ortiz.

“Embora a pandemia seja negativa para os humanos, no caso dos zoológicos foi benéfica”, disse Ortiz à Reuters. “Nosso parque, em particular, teve mais de 10 nascimentos de espécies de alto valor, ameaçadas de extinção e que podem restaurar a diversidade biológica em algum momento”.

Ortiz disse que, durante um ano normal, os olhares intrometidos de visitantes que vão ao zoológico limitam a reprodução.

O Zoológico Nacional é uma atração querida pelos cubanos, tendo 1.473 exemplares de mais de 120 espécies, incluindo animais de grande porte, como elefantes e rinocerontes.

Cuba, ilha caribenha de praias com areia branca e água cor de turquesa popular entre turistas, fechou as fronteiras durante quase dois anos em meio à pandemia e impôs quarentenas domésticas rigorosas para limitar a disseminação do coronavírus.

“Não tendo público nas áreas de exibição, os animais ficam mais calmos”, explicou Ortiz.

(Por Anett Rios e Nelson Gonzalez)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9R17S-BASEIMAGE