Internacionais

Ciclone atinge cidade portuária de Moçambique e provoca danos materiais e inundações

Reuters
Reuters
Ciclone atinge cidade portuária de Moçambique e provoca danos materiais e inundações
Ciclone atinge cidade portuária de Moçambique

23 de janeiro de 2021 - 14:51 - Atualizado em 23 de janeiro de 2021 - 14:55

JOANESBURGO (Reuters) – A cidade costeira de Beira, em Moçambique, que abriga um dos portos mais importantes do país, sofreu danos moderados a propriedades e inundações depois da chegada do ciclone tropical Eloise na madrugada de sábado, disse uma autoridade a uma emissora de TV. 

O ciclone depois perdeu força e foi rebaixado a uma tempestade tropical, de acordo com a Organização Meteorológica Mundial (OMM). 

‘Beira sofreu danos moderados, mas é muito cedo para quantificar a extensão e escala da destruição”, disse Luisa Meque, presidente do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) de Moçambique, numa entrevista para a emissora nacional TVM. 

O departamento meteorológico da África do Sul afirmou que Eloise atingiu a terra por volta das 2h30 da manhã com ventos de 160 quilômetros por hora. 

Os carros ficaram submersos na água, as paredes de alguns edifícios baixos desabaram e faixas de terra foram inundadas em Beira, mostraram postagens no Twitter. 

Beira foi o epicentro dos danos causados ​​pelo ciclone Idai em março de 2019, que devastou a segunda maior cidade do país e matou mais de 1.000 pessoas em Moçambique, Malawi e Zimbábue. 

(Reportagem de Promit Mukherjee em Joanesburgo e Manuel Mucari em Maputo) 

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH0M0DS-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.