Internacionais

China critica nova travessia de navio de guerra dos EUA pelo Estreito de Taiwan

Reuters
Reuters
China critica nova travessia de navio de guerra dos EUA pelo Estreito de Taiwan
Bandeiras da China e dos EUA

23 de junho de 2021 - 10:27 - Atualizado em 23 de junho de 2021 - 10:31

PEQUIM/TAIPÉ (Reuters) – A China acusou os Estados Unidos nesta quarta-feira de serem os maiores “criadores de risco” de segurança da região depois que um navio de guerra norte-americano atravessou a rota marítima sensível que separa Taiwan da China.

A Sétima Frota da Marinha dos EUA disse que o USS Curtis Wilbur, contratorpedeiro antimísseis teleguiados da classe Arleigh Burke, realizou uma “travessia de rotina pelo Estreito de Taiwan” de acordo com a lei internacional na terça-feira.

“O trânsito do navio pelo Estreito de Taiwan demonstra o compromisso dos EUA com um Indo-Pacífico livre e aberto.”

O Comando do Teatro Leste do Exército de Libertação Popular disse que suas forças monitoraram a embarcação durante sua passagem e a alertaram.

“O lado dos EUA está usando os mesmo truques de sempre intencionalmente e criando confusão e transtornando as coisas no Estreito de Taiwan”, disse.

Isto “demonstra plenamente que os Estados Unidos são os maiores criadores de risco para a segurança regional, e nos opomos resolutamente a isto”.

O Ministério da Defesa de Taiwan disse que o navio rumou para o norte pelo estreito e que a “situação está normal”.

O mesmo navio cruzou o estreito um mês atrás, levando a China a acusar os EUA de ameaçarem a paz e a estabilidade.

A missão mais recente ocorre cerca de uma semana depois de Taiwan dizer que 28 aeronaves da Força Aérea chinesa entraram em sua zona de identificação de defesa aérea, a maior incursão já relatada.

(Por Ben Blanchard e redação de Pequim)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5M0R8-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.