Internacionais

Chile anuncia novas medidas para conter coronavírus; presidente é fotografado sem máscara

Reuters
Reuters
Chile anuncia novas medidas para conter coronavírus; presidente é fotografado sem máscara
Praça praticamente vazia em Santiago

7 de dezembro de 2020 - 16:21 - Atualizado em 7 de dezembro de 2020 - 16:25

Por Aislinn Laing e Fabian Cambero

SANTIAGO (Reuters) – As autoridades de saúde do Chile anunciaram um novo lockdown na capital Santiago nesta segunda-feira, uma vez que os casos de coronavírus aumentaram 18% na semana passada.

O ministro da Saúde, Enrique Paris, disse que a medida, que envolverá um lockdown total nos finais de semana e atividades restritas nos dias úteis, foi concebida para evitar uma quarentena total.

O coronavírus se abateu sobre o país de 19 milhões de habitantes em março. O Chile atingiu um pico em junho, com mais de 5 mil casos diários, e globalmente só ficou atrás do Catar em casos per capita.

Em agosto, as autoridades começaram a amenizar os lockdowns que cobriam a capital subúrbio por subúrbio usando uma regra passo a passo, e o foco dos casos passou do norte rico em minas para o sul, onde os hospitais continuam a ficar saturados.

Mas um aumento constante de casos, que culminou com a elevação de 18% desta semana, incitou uma mudança de estratégia.

Paris disse que a retomada de um lockdown parcial é um “passo preventivo” para evitar a volta dos lockdowns totais e prolongados anteriores, que causaram adversidades econômicas consideráveis.

“Dado o número de habitantes da região metropolitana, esta cifra (18%) é chocante e nos preocupa muito”, disse.

Mas o anúncio é complicado, e o ministro enfrentou perguntas duras em sua coletiva de imprensa de rotina, porque no final de semana veio a público uma selfie do presidente chileno, Sebastián Piñera, com um transeunte na qual aparece sem máscara.

Piñera pediu desculpas, e um porta-voz do governo explicou que ele estava andando sozinho pela praia no balneário abastado de Cachagua, no centro do país, onde tem uma casa, quando foi surpreendido.

O Chile tem regras rígidas que exigem o uso de máscaras em todos os locais públicos, inclusive ao ar livre, e as violações são puníveis com sanções que incluem multas consideráveis e até penas de prisão.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGB61G6-BASEIMAGE