Internacionais

Chanceler do Irã diz que Israel provavelmente esteve envolvido na morte de cientista iraniano

Reuters
Reuters
Chanceler do Irã diz que Israel provavelmente esteve envolvido na morte de cientista iraniano
.

27 de novembro de 2020 - 13:16 - Atualizado em 27 de novembro de 2020 - 13:21

DUBAI (Reuters) – O ministro das Relações Exteriores do Irã disse que o Israel, arqui-inimigo do Irã, provavelmente esteve envolvido no assassinato do proeminente cientista nuclear iraniano Mohsen Fakhrizadeh nesta sexta-feira, embora não tenha apresentado nenhuma evidência.

“Essa covardia –com sérios indícios do papel israelense – mostra uma provocação desesperada para uma guerra pelos perpetradores”, tuitou Mohammad Javad Zarif. “O Irã apela à comunidade internacional –e especialmente à UE– para acabar com seus vergonhosos padrões duplos e condenar este ato de terrorismo de Estado.”

O gabinete do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, não estava comentando as notícias sobre o ataque, disse um funcionário do gabinete de Netanyahu. O Pentágono também não quis comentar.

(Texto de Parisa Hafezi

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAQ11T-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.