Internacionais

Cantora Gloria Estefan pede apoio global aos manifestantes cubanos

Reuters
Reuters
Cantora Gloria Estefan pede apoio global aos manifestantes cubanos
Estrela pop cubana Gloria Estefan

16 de julho de 2021 - 20:00 - Atualizado em 16 de julho de 2021 - 20:01

Por Arlene Eiras

(Reuters) – A estrela pop cubana Gloria Estefan pediu nesta sexta-feira à Organização das Nações Unidas (ONU) que condene o governo comunista de Havana por reprimir os protestos em massa.

Estefan, de 63 anos, que deixou Cuba para ir aos Estados Unidos com sua família quando tinha 2 anos, disse esperar que a polícia e os militares cubanos deem seu apoio aos protestos.

“Peço às Nações Unidas para condenar o governo cubano e suas táticas contra o próprio povo, eles estão usando violência, pessoas estão desaparecendo, eles mataram pessoas”, afirmou à Reuters a cantora de “Turn the Beat Around”.

Milhares de pessoas tomaram as ruas em cidades de Cuba no último domingo para protestar contra quedas de energia, aumento da Covid-19, escassez generalizada de produtos básicos e o sistema de partido único.

Os protestos, os maiores em décadas em Cuba, diminuíram nesta semana com o envio das forças de segurança e a mobilização de apoiadores do governo.

“Minha esperança é que haja gente suficiente na polícia e nas Forças Armadas para iniciar algum tipo de movimento em que não reprimam as pessoas, em que defendam as pessoas que deveriam proteger”, disse Gloria Estefan.

A chefe de direitos humanos da ONU, Michelle Bachelet, pediu a Cuba na sexta-feira que liberte os manifestantes e jornalistas presos nos protestos e denunciou suposto uso excessivo da força contra alguns deles.

Gloria Estefan, três vezes vencedora do Grammy, disse estar orgulhosa dos jovens de Cuba que arriscaram suas vidas para protestar.

“É muito fácil falar de uma posição de liberdade e conforto. Eles estão fazendo um trabalho difícil e eu os aplaudo do fundo do meu coração e agradeço a eles por serem tão corajosos”, declarou ela.

(Reportagem da Reuters Television)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6F16W-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.