Internacionais

Canadá vai suspender uso de vacina da AstraZeneca para até 55 anos e quer nova análise

Reuters
Reuters
Canadá vai suspender uso de vacina da AstraZeneca para até 55 anos e quer nova análise
Frascos rotulados como de vacina da AstraZeneca contra Covid-19 em frente ao logo da empresa em foto de ilustração

29 de março de 2021 - 19:00 - Atualizado em 29 de março de 2021 - 19:01

Por David Ljunggren e Allison Martell

OTTAWA/TORONTO (Reuters) – Autoridades sanitárias do Canadá anunciaram nesta segunda-feira que irão parar de aplicar a vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 para pessoas com menos 55 anos, e que irão requisitar uma nova análise sobre os benefícios e riscos do imunizante de acordo com idade e gênero. 

A medida ocorre após relatos da Europa sobre a ocorrência de raros, porém graves, coágulos sanguíneos, hemorragias, e, em alguns casos, morte após a vacinação, principalmente em jovens mulheres. Nenhum caso foi reportado no Canadá, que já aplicou 307 mil doses da AstraZeneca.

“Vamos pausar o uso da vacina da AstraZeneca para os adultos com menos 55 anos de idade e esperar uma análise mais ampla de riscos e benefícios”, afirmou o vice-diretor-executivo de Saúde Pública Howard Njoo em um pronunciamento à imprensa.

Njoo depois apontou que o Canadá está tomando essa abordagem “prudente” pois outras vacinas estão disponíveis. A maior parte do fornecimento de imunizantes no Canadá vem da Pfizer e da Moderna.

O Conselho Nacional de Aconselhamento para Imunização (NACI, na sigla em inglês), um painel independente de especialistas, afirmou que a taxa na qual a complicação de coagulação aparece ainda não está clara. Até agora, 40% das pessoas que a desenvolveram, morreram, mas essa porcentagem pode cair assim que mais casos forem identificados e tratados antecipadamente, disse a entidade.

“O que sabemos neste momento é que há incerteza substancial sobre o benefício de providenciar vacinas da AstraZeneca contra a Covid-19 para adultos com menos de 55 anos de idade”, afirmou o conselho em uma recomendação por escrito. Pessoas mais velhas têm um risco maior de hospitalização e morte pela Covid-19, e a complicação parece ser mais rara nessa faixa etária, acrescentou o NACI, dizendo que esse grupo pode receber a vacina com “consentimento informado”.

(Reportagem de David Ljunggren e Steve Scherer em Ottawa)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH2S1NJ-BASEIMAGE