Internacionais

Família ataca agente funerário após abrir caixão e encontrar o corpo do parente coberto de larvas

Os familiares ficaram chocados ao se depararem com o corpo do ente querido em estado avançado de decomposição

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do The Mirror
Família ataca agente funerário após abrir caixão e encontrar o corpo do parente coberto de larvas
Foto: Ilustrativa/Pixabay

26 de outubro de 2020 - 18:52 - Atualizado em 26 de outubro de 2020 - 18:53

Familiares de um homem atacaram um agente funerário depois que abriram o caixão e encontraram o corpo do morto coberto por larvas

Oupa Ngobeni ficou quatro dias em um necrotério em Pretória, África do Sul, antes de seu corpo ser levado para o enterro. Foi durante a cerimônia, que os familiares pediram para ver o ente querido pela última vez

A princípio, o operador da funerária se recusou a abrir o caixão, mas depois de muita insistência, não teve opção e acabou cedendo. Com o ataúde aberto, a revelação perturbadora: o morto estava em decomposição avançada, exalando um cheiro forte e com vermes rastejando pelo cadáver. Indignados, membros da família de Ngobeni partiram para cima do responsável.

O homem, que dirige a funerária desde 2009, declarou que corpo não foi maltratado e chamou a polícia por ter sido agredido. Ele ainda afirmou que o falecido sofria de uma doença que causava o surgimento de vermes em seus pés antes mesmo de sua morte. 

Por seu lado, a viúva Mary Phiri disse que o corpo de seu parceiro não tinha vermes quando foi removido de casa e transportado em um carro funerário para o necrotério.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.