Internacionais

Brasileira é morta com 111 facadas nos Estados Unidos

A vítima era natural de Catanduva, em São Paulo (SP), e mãe de três filhos

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Brasileira é morta com 111 facadas nos Estados Unidos
Foto: reprodução do Facebook

29 de setembro de 2020 - 12:12 - Atualizado em 29 de setembro de 2020 - 12:12

De acordo com a polícia do condado de Duval, a brasileira morta em Jacksonville, na Flórida, nos Estados Unidos (EUA), recebeu 111 facadas no último dia 8 de agosto.

Anita Abdel-Majid, de 50 anos, foi morta em um crime bárbaro no complexo de apartamentos Conquina Bay. Conforme a autópsia divulgada na última quinta (20), a vítima recebeu 111 facadas, sendo 39 na região das costas.

Além disso, a polícia afirmou que Anita levou vários golpes nas mãos e antebraços, o que para a polícia sugere posição de defesa.

Brasileira é morta nos Estados Unidos e polícia suspeita de ex-companheiro da vítima

Conforme o portal AcheiUSA, policiais foram chamados ao apartamento da vítima pelos vizinhos. No local, o marido de Anita, um homem de 49 anos, foi acusado de assassinato em segundo grau.

No local, a polícia não conseguiu arrombar a porta, mas entraram na propriedade por uma janela por volta das 5h. No apartamento, Anita foi encontrada ainda com vida, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito minutos depois.

O suspeito de matar a brasileira foi autuado em flagrante e apresentava cortes no pescoço e no peito. Segundo o indivíduo, ele acordou com a esposa o esfaqueando e apenas se defendeu.

De acordo com um médico que atendeu o homem, as marcas de faca pareciam ter sido autoinfligidas, ou seja, cometidas pelo próprio suspeito.

Segundo uma parente da vítima, a mulher vivia uma relação abusiva com o ex-companheiro.

“Eu sempre soube das brigas, ela vivia uma vida infeliz”, disse.

Além disso, a mesma fonte confirmou que Anita sofria agressões físicas e violência psicológica.

“Ele mandava várias mensagens por dia, era possessivo. Dizia que queria morrer, mas ia levá-la com ele”, relatou.

A vítima era natural de Catanduva, em São Paulo (SP), e mãe de três filhos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.