Internacionais

Alemanha vai propor reconstrução do porto de Beirute, mas com condições, dizem fontes

Reuters
Reuters

2 de abril de 2021 - 14:00 - Atualizado em 2 de abril de 2021 - 14:00

Por John Irish e Joseph Nasr e Ellen Francis

PARIS/BERLIM/BEIRUTE (Reuters) – A Alemanha apresentará na próxima semana uma proposta multibilionária às autoridades libanesas para reconstruir o Porto de Beirute, como parte dos esforços para atrair políticos do país a formar um governo capaz de evitar o colapso financeiro da nação, disseram duas fontes.

Uma explosão química no porto em agosto passado matou 200 pessoas, feriu milhares e destruiu bairros inteiros na capital libanesa, mergulhando o país em sua pior crise política e econômica desde a guerra civil de 1975-1990.

De acordo com duas fontes diplomáticas com conhecimento dos planos, Alemanha e França competem para liderar os esforços de reconstrução. Berlim vai apresentar em 7 de abril sua proposta, que os diplomatas disseram incluir, em princípio, o apoio do Banco Europeu de Investimento (BEI) para ajudar a financiar a limpeza da área e a compra de equipamentos de reconstrução.

Um porta-voz do BEI disse ter conhecimento da proposta do porto de Hamburgo e da sua equipa de consultores para a reconstrução do porto de Beirute e arredores.

“No entanto, não existe atualmente nenhuma oferta de financiamento por parte do BEI. Qualquer financiamento do BEI estaria sujeito a due diligence e teria de seguir os processos habituais do Banco para tais operações”, afirmou.

Teria também de cumprir as diretrizes de aquisições do BEI e as normas ambientais e sociais, completou.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.