Internacionais

Agências distribuem comida, cobertores e dinheiro a afegãos ameaçados por fome e frio

Reuters
Reuters

13 de outubro de 2021 - 15:17 - Atualizado em 13 de outubro de 2021 - 15:17

CABUL (Reuters) – Agências de caridade distribuíram alimentos, cobertores e dinheiro a famílias deslocadas de Cabul nesta quarta-feira, enquanto a assistência humanitária começa a chegar a conta-gotas no Afeganistão após os alertas de que o país pode encarar uma crise de fome catastrófica no inverno.

A distribuição de ajuda a 324 famílias representa uma fração minúscula das necessidades do Afeganistão, que enfrenta uma seca grave e um colapso quase total da economia desde a retirada do apoio ocidental.

O tempo frio de segunda-feira sublinhou a urgência da obtenção de assistência a milhares de pessoas deslocadas na capital, muitas das quais fugiram das províncias e estão dormindo em barracas ou acomodações improvisadas ao redor da cidade.

Enquanto pessoas faziam fila dentro do complexo montado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para doações de alimentos e itens domésticos básicos, multidões maiores se reuniam do lado de fora, muitas desesperadas por ajuda.

“Recebemos esta assistência, mas não conseguimos passar o inverno com ela”, disse Bibi Pashtoon. “O inverno é difícil, e não temos nada além de Deus, e precisamos de mais ajuda.”

Mas o desafio de se proporcionar ajuda é imenso. Além de agricultores e moradores de áreas rurais deslocados pela seca, a pobreza se espalha pelas cidades, onde o desemprego generalizado força muitos a tentar vender seus bens domésticos para levantar algum dinheiro.