Internacionais

Adolescente mata filha recém-nascida com dois tiros na cabeça para não cuidar da criança

O jovem de 16 anos está sendo acusado como um adulto por homicídio doloso em primeiro grau

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do The Mirror
Adolescente mata filha recém-nascida com dois tiros na cabeça para não cuidar da criança
Foto: Reprodução/NBC

21 de janeiro de 2021 - 11:36 - Atualizado em 21 de janeiro de 2021 - 11:40

Um adolescente que atirou duas vezes contra a cabeça de sua filha recém-nascida está sendo acusado pelo crime como um adulto no estado de Wisconsin, nos EUA. Logan Kruckenberg-Anderson, de 16 anos, cometeu o ato extremo porque ele e a namorada não queriam ficar com o bebê. 

O corpo da criança foi encontrado no dia 11 de janeiro e os cartuchos de balas ainda estavam nas proximidades. Na última terça-feira (18), o rapaz foi formalmente acusado de homicídio doloso em primeiro grau e por esconder o cadáver da filha

De acordo com a lei de Wisconsin, qualquer pessoa com mais de 10 anos é automaticamente acusada como adulto quando se trata de homicídio doloso em primeiro grau. 

A mãe do bebê, que não foi identificada, deu à luz a menina na banheira de sua casa em Albany em 5 de janeiro. A também adolescente contou às autoridades que ela e namorado haviam decidido que entregariam a filha para um amigo que a levaria até uma agência de adoção.

Kruckenberg-Anderson inicialmente afirmou que conheceu o amigo no dia em que o bebê nasceu, o entregou e ainda pagou US $ 60 pelo serviço. Mas a polícia começou a desconfiar da história porque o rapaz não sabia dizer nem o sobrenome ou telefone do suposto amigo. 

No dia seguinte, ele mudou a versão e declarou que ele e a mãe do bebê haviam decidido abandoná-lo em algum lugar e, por isso, ele teria deixado a menina em uma área coberta de neve para morrer. 

Mas a história de Kruckenberg-Anderson mudou novamente depois que as autoridades encontraram o bebê com ferimentos à bala na testa. Finalmente, ele confessou que colocou a criança na neve e atirou nela duas vezes.

O pai compareceu ao tribunal na terça-feira, quando a fiança foi definida, e deve voltar ao tribunal para uma audiência preliminar em 20 de janeiro.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.