Inova Mais

Twitter enfrenta nova dor de cabeça na Índia após reclamação sobre mapa

Reuters
Reuters
Twitter enfrenta nova dor de cabeça na Índia após reclamação sobre mapa
Logo do Twitter em tela na bolsa de valores de Nova York, EUA

29 de junho de 2021 - 09:22 - Atualizado em 29 de junho de 2021 - 09:26

Por Saurabh Sharma

LUCKNOW, Índia (Reuters) – Um grupo linha-dura hindu entrou com uma queixa na polícia contra o chefe do Twitter na Índia depois que regiões politicamente sensíveis foram deixadas de fora de um mapa do país no website da companhia, dando início a uma investigação, em uma nova dor de cabeça para a empresa de tecnologia dos EUA.

Um mapa na página de carreiras do Twitter mostrou a região de Jammu e Caxemira, que é reivindicada tanto pela Índia quanto pelo Paquistão, bem como o enclave budista de Ladakh fora da Índia. Isso provocou protestos nas redes sociais nesta semana, em meio a relações tensas entre o Twitter e Nova Délhi sobre a conformidade da empresa com as novas regras de TI da Índia.

A reclamação acusa o chefe do Twitter na Índia, Manish Maheshwari, e outro executivo da empresa de violar as regras de TI do país, bem como as leis destinadas a evitar inimizade e ódio entre as classes.

“Isso prejudicou meus sentimentos e os do povo da Índia”, disse Praveen Bhati, líder do grupo Bajrang Dal no Estado de Uttar Pradesh, no norte do país, em uma reclamação vista pela Reuters. Ele também chamou o ocorrido de ato de traição.

O Twitter não respondeu a um pedido de comentário. Na terça-feira, o mapa não estava mais visível em seu site.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5S0PB-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.