Inova Mais

TikTok remove 380 mil vídeos de discurso de ódio nos EUA

Reuters
Reuters
TikTok remove 380 mil vídeos de discurso de ódio nos EUA
.

20 de agosto de 2020 - 15:12 - Atualizado em 15 de setembro de 2020 - 07:02

Por Neha Malara e Elizabeth Culliford

BANGALORE/LONDRES (Reuters) – O TikTok removeu mais de 380 mil vídeos nos Estados Unidos neste ano por violação de política contra discurso de ódio, afirmou a empresa nesta quinta-feira.

A companhia, controlada pela chinesa ByteDance, também disse que baniu mais de 1.300 contas por publicação de conteúdo relacionado a discurso de ódio.

O TikTok afirmou que tomou as medidas sobre conteúdos como assédio racial e que também tem uma política de tolerância zero sobre grupos de ódio organizados e conteúdo negacionista de “tragédias violentas” como o Holocausto ou a escravidão.

Uma análise da Liga Anti-Difamação dos Estados Unidos revelou nesta mês que a plataforma está sendo usada para disseminar conteúdo sobre supremacia branca e discurso antissemita.

O presidente dos EUA, Donald Trump, ordenou na semana passada que a ByteDance vendesse as operações do TikTok no país em até 90 dias, acusando a empresa de violar a segurança dos dados pessoais dos usuários. Autoridades norte-americanas expressaram preocupação com a possibilidade de um repasse de informações dos usuários ao governo da China.

O TikTok disse que nunca forneceu dados de usuários ao governo da China e que não fará isso se for ordenado.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG7J1EQ-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.