Inova Mais

Telefónica entra em negociação exclusiva sobre negócio de fibra no Brasil

Reuters
Reuters
Telefónica entra em negociação exclusiva sobre negócio de fibra no Brasil
.

25 de fevereiro de 2021 - 14:27 - Atualizado em 25 de fevereiro de 2021 - 14:30

Por Isla Binnie

MADRI (Reuters) – A Telefónica está em negociações exclusivas com um investidor financeiro para formação de uma joint venture de fibra óptica no Brasil, disse o diretor de operações Angel Vila nesta quinta-feira.

O grupo espanhol de telecomunicações está planejando expandir a cobertura de fibra de alta velocidade para mais cidades brasileiras, seguindo um projeto semelhante lançado na Alemanha em parceria com a seguradora Allianz.

“O Brasil é do tamanho de um continente. Nossos investimentos (capex) não vão atingir tudo”, disse Vila à Reuters.

Após falar com vários parceiros potenciais, a empresa entrou em negociações exclusivas com uma “operadora internacional com perfil financeiro e de infraestrutura”, disse Vila, preferindo não citar o investidor. As negociações avançaram, acrescentou, mas “nestas situações nunca se pode dizer 100% que vai assinar”.

Anteriormente, Vila disse a analistas que uma segunda fase do desenvolvimento poderia ser realizada por meio de acordos com proprietários de fibra como a American Tower.

A Telefónica já usa a maior infraestrutura da empresa americana em Minas Gerais, e Vila disse que “pode ​​ter interesse em consolidar” esse acordo.

Vila disse não poder confirmar uma reportagem da Bloomberg de que as negociações exclusivas estavam sendo mantidas com o fundo de pensão canadense Caisse de depot el placement du Quebec (CDPQ), por causa de um acordo de confidencialidade.

“O CDPQ é um investidor global de longo prazo de primeira classe, o que seria muito atraente”, acrescentou.

A American Tower não respondeu imediatamente a um pedido de comentário. CDPQ não pôde ser contatado imediatamente.

A Telefónica planeja deter metade dos negócios por meio de seu braço local Telefônica Brasil. Vila disse a analistas em teleconferência que pode expandir a unidade posteriormente por meio de aquisições.

A Telefónica cortou seus dividendos depois de reportar uma queda de 10% nos lucros de 2020, embora espere que seus negócios se estabilizem este ano.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH1O1C6-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.