Inova Mais

Sony espera queda no lucro com redução de isolamento social

Reuters
Reuters
Sony espera queda no lucro com redução de isolamento social
Logo da Sony fotografado em Nova York, EUA

28 de abril de 2021 - 15:11 - Atualizado em 28 de abril de 2021 - 15:17

TÓQUIO (Reuters) – A Sony afirmou nesta quarta-feira que espera que a receita operacional caia 4,3% neste ano fiscal, após lucro recorde obtido com vendas de música, videogames e outros conteúdos para pessoas forçadas a ficar em casa por conta de medidas de isolamento social.

Essa demanda ajudou a Sony a continuar sua mudança de modelo de negócio, de produtos eletrônicos de consumo para conteúdo de entretenimento, serviços de assinatura digital e downloads de jogos. Mas à medida que mais pessoas em mercados-chave como os Estados Unidos se vacinam contra o novo coronavírus, esses ganhos podem diminuir.

“Esperamos que as vendas de software no trimestre encerrado em 30 de junho fiquem abaixo do mesmo período do ano fiscal anterior, quando os lockdowns foram generalizados”, disse o diretor financeiro, Hiroki Totoki, durante uma entrevista coletiva online.

“Não vemos um aumento significativo de assinantes como vimos no ano fiscal passado, por conta da obrigação de ficar em casa”, acrescentou.

Para o ano comercial iniciado em 1º de abril, a Sony previu que o lucro cairá para 930 bilhões de ienes (8,53 bilhões de dólares), abaixo da média de 976,4 bilhões de ienes estimada por 19 analistas, segundo a Refinitiv.

Totoki disse que a Sony pretendia vender mais de 14,8 milhões de PS5s este ano, o dobro do número vendido desde o lançamento do console, mas a escassez global de semicondutores impede a empresa de aumentar drasticamente a produção. 

Para reforçar o conteúdo de entretenimento, a Sony está buscando aquisições e acordos de distribuição. Em dezembro, a companhia comprou o serviço de streaming focado em conteúdo asiático Crunchyroll, obtendo 3 milhões de novos assinantes em 200 países.

Este mês, a Sony fechou acordo com a Walt Disney para disponibilizar filmes da franquia “Homem-Aranha” e outros de seus filmes no serviço de streaming da Disney – depois que eles forem exibidos na Netflix, que já havia fechado um acordo de streaming com a Sony antes.

Nos três meses encerrados no fim de março, a Sony teve lucro de 66,5 bilhões de ienes – quase o dobro do mesmo período do ano anterior. Esse resultado se compara a uma média de 76,1 bilhões de ienes de cinco estimativas de analistas compiladas pela Refinitiv.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3R181-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.