Inova Mais

Ripple, criadora da criptomoeda XRP, vai se defender de processo aberto pela SEC

Reuters
Reuters
Ripple, criadora da criptomoeda XRP, vai se defender de processo aberto pela SEC
.

22 de dezembro de 2020 - 15:11 - Atualizado em 22 de dezembro de 2020 - 15:15

HONG KONG (Reuters) – A Ripple, empresa de blockchain associada à criptomoeda XRP, disse nesta terça-feira que vai se defender em um processo aberto contra a empresa pela Securities and Exchange Commission (SEC).

A XRP, terceira maior moeda digital do mundo em valor de mercado, foi criada e vendida inicialmente pela Ripple.

“Estamos certos e vamos lutar agressivamente e vamos vencer esta batalha nos tribunais para termos regras claras para toda a indústria de nos Estados Unidos”, disse o presidente-executivo da Ripple, Brad Garlinghouse, em comunicado.

“Em vez de fornecerem um conjunto claro de regras para criptomoedas nos EUA, Jay Clayton (presidente da SEC) sem explicações decidiu processar a Ripple, deixando o trabalho de fato jurídico para o próximo governo”, afirmou o executivo.

Representantes da SEC não puderam ser contatados de imediato para comentar o assunto.

A declaração de Garlinghouse não especificou a natureza do processo contra a Ripple, mas um representante da empresa disse que a SEC já tinha informado a companhia de que planejava abrir o processo nesta semana.

O Wall Street Journal e a Fortune afirmaram que a SEC considera que a Ripple violou regras de proteção aos investidores quando vendeu a XRP.

“A SEC está fundamentalmente errada no assunto e nos fatos. A XRP é uma moeda e não precisa ser registrada como um contrato de investimento”, disse a empresa.

(Por Alun John)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447753)) REUTERS AAJ AAP

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGBL1C3-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.