Inova Mais

Novas regras propostas por UE ameaçam segurança do iPhone, diz presidente da Apple

Reuters
Reuters
Novas regras propostas por UE ameaçam segurança do iPhone, diz presidente da Apple
Logo da Apple

16 de junho de 2021 - 17:06 - Atualizado em 16 de junho de 2021 - 17:11

Por Mathieu Rosemain e Foo Yun Chee

PARIS/BRUXELAS (Reuters) – O presidente da Apple, Tim Cook, afirmou nesta quarta-feira que novas regras propostas pela União Europeia para conter o poder de mercado de grandes empresas dos Estados Unidos representam ameaça à segurança do iPhone.

Cook, em seus primeiros comentários públicos sobre o Ato de Mercados Digitais (DMA) proposto pela comissária de defesa da concorrência na UE, Margrethe Vestager, disse que parte das regras é positiva mas outras não. O executivo afirmou que teme que a proposta possa levar a uma situação de maior instalação de aplicativos que não passaram pelos crivos da App Store, prática conhecida como “side loading”.

“Pegue o exemplo do que eu acho que não é do melhor interesse (do usuário): a atual proposta do DMA que está sendo discutida vai forçar side loading no iPhone”, disse Cook, durante a maior conferência de tecnologia da França, a VivaTech.

“Isso vai destruir a segurança do iPhone e muitas das iniciativas de privacidade que construímos na App Store”, acrescentou.

No início deste mês, o legislador europeu Andreas Schwab, que está liderando o trabalho de análise do Parlamento Europeu sobre a proposta, afirmou que tinha interesse que a legislação seja reforçada e que tenha um escopo reduzido para abranger apenas companhias grandes como Google, Amazon, Apple e Facebook.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5F17W-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.