Inova Mais

Google diz que mecanismos de busca rivais podem aparecer de graça em dispositivos Android na Europa

Reuters
Reuters
Google diz que mecanismos de busca rivais podem aparecer de graça em dispositivos Android na Europa
Home page do Google na tela de um celular

8 de junho de 2021 - 15:59 - Atualizado em 8 de junho de 2021 - 16:02

Por Foo Yun Chee

BRUXELAS (Reuters) – O Google, unidade da Alphabet, cedeu à pressão de rivais e vai deixá-los competir gratuitamente para serem os mecanismos de busca padrão em dispositivos Android na Europa, ampliando uma promessa a reguladores antitruste da União Europeia há dois anos.

O movimento do mecanismo de busca da internet mais popular do mundo ocorre no momento em que o bloco de 27 países considera regras que poderiam ser introduzidas no próximo ano para forçar o Google, Amazon, Apple e Facebook a garantirem condições equitativas para concorrentes.

O sistema operacional móvel Android do Google funciona em cerca de quatro quintos dos smartphones do mundo. A gigante de tecnologia dos EUA disse em 2019 que os rivais teriam de pagar por meio de um leilão para aparecer em uma tela de escolha na qual os usuários selecionam seu mecanismo de busca preferido.

A mudança de atitude do Google segue-se a uma multa de 4,24 bilhões de euros aplicada em 2018 pela Comissão Europeia por usar injustamente o Android para cimentar o domínio de seu mecanismo de busca.

“Agora, estamos fazendo algumas alterações finais na tela de escolha, incluindo tornar a participação gratuita para provedores de pesquisa qualificados. Também aumentaremos o número de provedores de pesquisa exibidos na tela”, escreveu Oliver Bethell, diretor do Google, em um blog nesta terça-feira.

As mudanças entrarão em vigor em setembro, acrescentou o blog.

A Comissão não respondeu imediatamente a um pedido de comentários.

O Google disse que os cinco mecanismos de busca qualificados mais populares em cada país da UE, de acordo com o StatCounter, incluindo o Google, seriam exibidos em ordem aleatória na parte superior da tela, enquanto até sete seriam exibidos na parte inferior.

Anteriormente, a empresa só permitia que quatro concorrentes, escolhidos em leilões separados para cada país da UE, fossem apresentados nas telas do Android.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH57155-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.