Inova Mais

Espanhola eDreams diz que reservas de viagens em junho superaram níveis pré-pandemia

Reuters
Reuters
Espanhola eDreams diz que reservas de viagens em junho superaram níveis pré-pandemia
Logo da eDreams Odigeo em telas na bolsa de valores de Madri, Espanha

5 de julho de 2021 - 16:13 - Atualizado em 5 de julho de 2021 - 16:15

MADRI (Reuters) – As reservas da empresa espanhola de viagens eDreams Odigeo em junho ultrapassaram os níveis pré-pandemia, disse a companhia nesta segunda-feira, conforme a demanda por viagens se recuperou graças às restrições mais flexíveis em relação à Covid-19 e ao aumento das taxas de vacinação.

Os volumes de reservas de junho em suas plataformas aumentaram 2% em relação ao mesmo mês de 2019, disse a empresa em um comunicado, acrescentando que as reservas ficaram 51% abaixo dos níveis pré-pandemia em abril e 22% abaixo em maio.

“Sempre estivemos certos de que o abrandamento da procura de viagens de lazer era estritamente temporário e que o desejo de viajar permaneceu inalterado”, afirmou o presidente-executivo da empresa, Dana Dunne.

Embora as viagens globais tenham apresentado uma recuperação modesta neste verão, as nações do sul da Europa dependentes do turismo esperam que as chegadas sejam cerca de metade do seu número em 2019.

As reservas aumentaram em todos os países europeus, exceto no Reino Unido, onde as restrições e incertezas restantes estão dissuadindo as pessoas de viajar, disse o chefe financeiro, David Elizaga.

Um número muito maior de clientes está comprando voos de curta distância, com menos passageiros por reserva, levando a uma queda de 29% no valor médio das compras, acrescentou a empresa. Os preços mais baixos das passagens aéreas também contribuíram para a queda no valor médio das reservas, disse Elizaga.

A maior parte das reservas incluídas nos dados correspondem a voos em junho, julho e agosto, acrescentou.

Apesar de todas as incertezas, a empresa está otimista para uma recuperação.

“Embora a perspectiva de longo prazo para viagens de lazer seja muito forte, nos próximos meses ainda pode haver volatilidade”, disse o comunicado da empresa.

Elizaga não quis projetar se a empresa será lucrativa em seu atual exercício financeiro, tendo registrado um prejuízo líquido ajustado de 87 milhões de euros no ano até 31 de março, de um lucro ajustado de 35 milhões de euros no ano anterior.

(Reportagem de Nathan Allen)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH640ST-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.