Inova Mais

Cientista-chefe do Facebook diz que ‘verdadeiros óculos AR’ devem demorar pelo menos 5 anos

Reuters
Reuters
Cientista-chefe do Facebook diz que ‘verdadeiros óculos AR’ devem demorar pelo menos 5 anos
(Blank Headline Received)

17 de setembro de 2020 - 10:07 - Atualizado em 17 de setembro de 2020 - 10:11

Por Katie Paul

SAN FRANCISCO (Reuters) – O Facebook está a cerca de 5 a 10 anos de ser capaz de trazer ao mercado “verdadeiros” óculos de realidade aumentada (AR), disse seu cientista-chefe à Reuters, enquanto a empresa anunciava planos para lançar a primeira geração do produto no próximo ano.

A maior empresa de mídia social do mundo anunciou na quarta-feira que estava formando uma parceria com a fabricante dos óculos Ray-Ban, a EssilorLuxottica, para o lançamento de óculos inteligentes em 2021.

Também anunciou um projeto de pesquisa, o Projeto Aria, para coletar dados que apoiariam o desenvolvimento de óculos mais avançados no futuro.

Michael Abrash, que comanda o Facebook Reality Labs Research, disse que um display totalmente interativo e recursos de áudio ainda não podem ser implementados em dispositivos leves como óculos, que ele estimou que deveriam ter cerca de 70 gramas para serem viáveis.

Esses recursos incluem a capacidade de as pessoas verem e interagirem em conjunto com objetos virtuais compartilhados, como um quadro branco virtual, disse ele.

“Esses óculos ainda estão a anos de distância”, disse Abrash. “Isso não é uma coisa de 2021. Estou falando sobre o futuro.”

Uma porta-voz da empresa disse que não haveria um display no óculos quer será lançado em 2021.

Abrash disse que os óculos inteligentes irão depender de dispositivos como telefones no futuro próximo, devido a restrições como a duração da bateria e o calor gerado pelo processamento.

Mas com “verdadeiros óculos de AR”, disse ele, outros dispositivos se tornariam “um acessório para os óculos, porque eles serão como você vê e interage com o mundo”.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG8G19W-BASEIMAGE