Inova Mais

Canadá planeja taxar gigantes de tecnologia a partir de 2022

Reuters
Reuters

30 de novembro de 2020 - 20:18 - Atualizado em 30 de novembro de 2020 - 20:18

Por David Ljunggren

OTTAWA (Reuters) – O Canadá planeja impor uma tarifa sobre corporações que fornecem serviços digitais a partir de 2022 que ficará em vigor até que grandes nações façam um esforço coordenado sobre a taxação, afirmou o Departamento das Finanças, nesta segunda-feira.

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) está trabalhando em uma estratégia comum para assegurar que empresas gigantes como Alphabet e Facebook paguem sua parcela de impostos. O Canadá afirmou que está preocupado com o atraso para se obter um acordo.

A nova taxação canadense pode entrar em vigor em 1º de janeiro de 2022 e permanecer em vigor até que uma solução internacional seja adotada para a questão. O imposto poderá levantar 3,4 bilhões de dólares canadenses (2,6 bilhões de dólares) ao longo de cinco anos a partir da entrada em vigor da regra.

“Canadenses querem um sistema tributário que seja justo, um em que todos paguem sua fatia justa”, disse a ministra das Finanças, Chrystia Freeland, a parlamentares.

“O Canadá vai agir unilateralmente, se necessário, para aplicar o imposto sobre grandes corporações multinacionais digitais, para que elas paguem a quantia justa assim como qualquer companhia que opere no Canadá.”

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.