Inova Mais

Biden diz que redes sociais “estão matando pessoas” com desinformação sobre Covid

Reuters
Reuters
Biden diz que redes sociais “estão matando pessoas” com desinformação sobre Covid
Presidente dos EUA, Joe Biden, concede entrevista na Casa Branca

16 de julho de 2021 - 19:07 - Atualizado em 16 de julho de 2021 - 19:10

Por Nandita Bose e Elizabeth Culliford

WASHINGTON (Reuters) – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta sexta-feira que plataformas de rede social como o Facebook “estão matando pessoas” ao permitir que informações incorretas sobre vacinas contra o coronavírus sejam postadas em suas plataformas.

“Eles estão matando pessoas… Veja, a única pandemia que temos está entre os não vacinados. E eles estão matando pessoas”, disse Biden a repórteres na Casa Branca quando questionado sobre desinformação e qual era sua mensagem para as plataformas de mídia social.

A desinformação sobre a Covid-19 proliferou durante a pandemia em sites de mídia social, incluindo Facebook, Twitter e YouTube, de propriedade da Alphabet. Pesquisadores e parlamentares há muito acusam o Facebook de não policiar conteúdo prejudicial em sua plataforma.

A empresa determinou regras contra alegações falsas específicas sobre Covid-19 e vacinas, e diz que fornece às pessoas informações confiáveis ​​sobre esses tópicos.

“Não seremos desviados por acusações que não são apoiadas pelos fatos”, disse o porta-voz do Facebook Kevin McAlister nesta sexta-feira. “O fato é que mais de 2 bilhões de pessoas viram informações oficiais sobre Covid-19 e vacinas no Facebook, que é mais do que qualquer outro lugar na Internet.”

O Twitter e o YouTube não responderam a pedidos de comentários.

(Reportagem adicional de Lisa Lambert)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6F169-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.