Inova Mais

Apple deve apresentar iPhone 12 menor e com acesso a 5G

Reuters
Reuters
Apple deve apresentar iPhone 12 menor e com acesso a 5G
.

13 de outubro de 2020 - 09:45 - Atualizado em 13 de outubro de 2020 - 09:50

Por Stephen Nellis

(Reuters) – A Apple deve anunciar nesta terça-feira um iPhone 12 capaz de acessar redes mais rápidas 5G, um novo recurso projetado para impulsionar as vendas durante o trimestre mais movimentado de negócios da empresa.

O evento acontece quase um mês depois de o normal e ocorre no momento em que a pandemia de coronavírus interrompe a máquina bem azeitada da Apple para projetar e produzir seu produto mais vendido.

Os analistas de Wall Street esperam que a Apple lance quatro novos iPhones na transmissão do evento de sua sede em Cupertino, Califórnia, às 17h (horário de Brasília). ( https://www.apple.com/apple-events/ )

Espera-se que dois modelos “Pro” tenham mais sensores de câmera e uma tela de maior qualidade, com um vindo em uma versão grande para fãs de telas grandes. No meio provavelmente estará um iPhone 12 com o apelo mais amplo: uma tela grande o suficiente e com câmeras para satisfazer a maioria dos fãs da Apple, com um preço mais atraente.

Analistas também esperam que a Apple volte a oferecer um modelo de tela menor de seu telefone carro-chefe.

Os iPhones anunciados na terça-feira vão testar se a Apple consegue manter essa sequência e aproveitar a onda de entusiasmo do consumidor em torno das redes de dados sem fio 5G, cujas variantes mais rápidas superam as taxas de dados de seus predecessores várias vezes. Os dispositivos Android da Samsung Electronics e outros apresentam os novos recursos de rede há meses, e analistas dizem que os telefones 5G estão gerando atualizações.

Mas a Apple está em uma posição delicada de precisar estimular os consumidores com 5G sem prepará-los para uma decepção: para muitos de seus fãs, será a primeira experiência com redes 5G, que nos Estados Unidos ainda estão a anos de distância de oferecer aumento de velocidade significativo para a maioria dos consumidores. Alguns analistas temem que a Apple esteja vendendo um carro esporte de alta potência, enquanto seus clientes permanecem confinados às silenciosas estradas vicinais.

Antes do evento, as ações da Apple saltaram 6,4% na segunda-feira, adicionando 128 bilhões de dólares ao seu valor de mercado.

Em janeiro, a Apple parou de divulgar projeções financeiras, citando a incerteza da pandemia. Mas apesar das ondas de fechamento de lojas de varejo e proibições de viagens que atrasaram o desenvolvimento do iPhone porque os engenheiros da Apple não conseguiram cruzar o Pacífico para as fábricas chinesas com tanta frequência, os resultados financeiros da Apple resistiram em grande parte à pandemia.

Em julho, em seus resultados mais recentes conhecidos, a empresa registrou ganhos de receita ano a ano em todas as categorias e geografias, à medida que os consumidores que trabalhavam e estudavam em casa durante a pandemia voltaram-se para seus produtos e serviços.

A Apple lançou no mês passado novos modelos de relógios com sensores de oxigênio no sangue e atualizou seus modelos de iPad, ao mesmo tempo em que lançou um novo pacote de serviços de assinatura pagos chamado Apple One.

A empresa também se comprometeu a lançar novos computadores Mac antes do final do ano, com base em processadores de seu próprio design, em vez dos da Intel.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9C0ZT-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.