Inova Mais

Ações de interessadas em compra do TikTok recuam em meio a temores de bloqueio da China

Reuters
Reuters
Ações de interessadas em compra do TikTok recuam em meio a temores de bloqueio da China
.

31 de agosto de 2020 - 11:27 - Atualizado em 15 de setembro de 2020 - 06:57

(Reuters) – As ações dos interessados na compra das operações dos EUA do TikTok, Microsoft, Oracle e Walmart, recuavam nesta segunda-feira, após decisão da China de restringir algumas exportações de tecnologia gerar temores de que Pequim bloqueie qualquer negócio envolvendo o aplicativo.

As novas regras da China significam que a venda das operações norte-americanas do TikTok pela ByteDance pode precisar da aval de Pequim, disse um especialista em comércio à mídia estatal chinesa no domingo, exigência que complicaria a venda forçada e politicamente tensa do aplicativo.

Os três papéis reduziram perdas após a CNBC informar no início do dia, sem fornecer detalhes de suas fontes, que um acordo com o TikTok poderia ser anunciado já na terça-feira.

Executivos do TikTok disseram aos funcionários na semana passada que a empresa estava “agindo rapidamente para encontrar soluções para os problemas que enfrentamos globalmente, especialmente nos EUA e na Índia”.

A China, porém, revisou uma lista de tecnologias proibidas ou restritas para exportação pela primeira vez em 12 anos. Cui Fan, professor de comércio internacional da Universidade de Negócios e Economia Internacional de Pequim, disse que as mudanças se aplicariam ao TikTok.

“Isso é claramente direcionado a desacelerar as negociações da ByteDance neste arriscado jogo de pôquer”, disse Daniel Ives, analista da Wedbush Securities.

“Com o algoritmo principal do TikTok em jogo, a ByteDance/TikTok provavelmente agora precisará passar por um procedimento de licenciamento em torno da necessidade de transferir o código de software da China para os EUA.”

(Por Munsif Vengattil em Bangalore)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG7U13H-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.