Notícias

Inflação anual russa vai a 8,4% em novembro, pico desde início de 2016

Reuters
Reuters
Inflação anual russa vai a 8,4% em novembro, pico desde início de 2016
Homem anda de bicicleta ao longo de uma Praça Vermelha vazia, perto da Catedral de São Basílio, no centro de Moscou, Rússia

8 de dezembro de 2021 - 14:18 - Atualizado em 8 de dezembro de 2021 - 14:20

MOSCOU (Reuters) – O índice de preços ao consumidor da Rússia subiu 8,4% em novembro na comparação anual, seu nível mais alto desde o início de 2016 e aumentando pressão para que o banco central volte a elevar os juros, mostraram dados nesta quarta-feira.

Como esperado, o Banco da Rússia deve aumentar sua taxa básica de juros, que está em 7,50%, na próxima reunião de política monetária em 17 de dezembro, já que a inflação, seu principal mandato, ultrapassou a meta de 4% há mais de um ano e mostra poucos sinais de desaceleração.

A presidente do banco central russo, Elvira Nabiullina, disse na conferência Reuters Next na semana passada que seria um erro prejudicial de política monetária subestimar os riscos da inflação e que o banco central planejava subir as taxas de juros em até 100 pontos-base em 17 de dezembro.

(Por Andrey Ostroukh e Darya Korsunskaya)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHB70ZS-BASEIMAGE