Saúde

Infectologista dá dicas de como evitar contaminações em restaurantes no Dia dos Pais

De acordo com a infectologista, o avanço da vacinação oferece uma falsa sensação segurança, por isso, todo cuidado é pouco

Caroline
Caroline Maltaca / Estagiária
Infectologista dá dicas de como evitar contaminações em restaurantes no Dia dos Pais
Infectologista dá dicas de como evitar contaminações em restaurantes no Dia dos Pais (Reprodução/Pixabay)

10 de agosto de 2021 - 18:04 - Atualizado em 10 de agosto de 2021 - 18:04

Muitas famílias já estão planejando o que farão neste próximo domingo (8), o qual será comemorado o Dia dos Pais. Enquanto alguns pretendem ficar em casa por medo de se infectarem pelo novo coronavírus, outros planejam maneiras de aproveitar o momento em que uma parcela da população já está vacinada, e as medidas mais flexibilizadas para comemorar a data apoiando a boa gastronomia.

Entretanto, à aqueles que se encontram no segundo cenário, a infectologista do Hospital Marcelino Champagnat, Camila Ahrens ressalta que é muito importante adotar protocolos de segurança ainda mais rígidos. Isso porque, apesar do avanço da vacinação, a pandemia ainda é preocupante e requer sempre um alerta.

“A gente sabe que devido a ampliação da vacinação e diminuição das medidas de flexibilização das medidas restritivas do município, pode haver maior chance de transmissão. Isso realmente é uma verdade, porque a maioria da população ainda não está vacinada completamente, ainda a segunda dose esta por vir”,

explica a infectologista do Hospital Marcelino Champagnat, Camila Ahrens

Para Ahrens, a vacinação oferece uma falsa sensação segurança. Enquanto ano passado o cenário parecia ainda mais preocupante, hoje, muitas pessoas acreditam que a situação esteja controlada, sendo assim, uma oportunidade de comemorar a data. Porém, Ahrens reforça que todo cuidado é pouco, porque as vacinas não são capazes de evitar a transmissão, e muitos nem imunizados com a segunda dose estão.

Ambiente ventilado

De acordo com a infectologista, tanto aqueles que pretendem ir ao restaurante, quanto aos que vão ficar em casa, mas reunir muitos familiares, é importante comemorar a data em locais arejados e de preferência, ao ar livre. Isso irá diminuir as chances de contaminação. A profissional também ressalta a importância de trocar a cada duas horas a máscara, assim como não dividir utensílios pessoais.

Lugar da máscara não é no bolso

Um erro que muitos cometem quando saem para comer é o local onde colocam a máscara. A infectologista Camila Ahrens explica que coloca-la no bolso ou em cima da mesa não é nada indicado, isso porque o certo é guardá-la em um saquinho plástico e retirá-la quando manter contato próximo com outra pessoa.

Luva para se servir

Camila informa que a luva para servir deve ser utilizada apenas no buffet, e antes de colocá-la, sempre deve-se usar álcool gel, já que após chegar a mesa, deve se retirá-la e manter as mãos higienizadas.

Não abraçar, nem beijar

Apesar da data especial, ainda não é uma boa hora para mostrar afeto através do toque. Camila ressalta que o melhor é optar em manter uma distância segura para preservar a sua vida e de quem ama.

“Após o Dia dos Pais, se você tiver sintomas, deve fazer o teste do RTPCR, manter isolamento, passar por consulta médica, porque a doença pode levar de 5 a 7 dias para apresentar sintomas”,

finaliza a infectologista.