Notícias

Índia tenta economizar vacinas adiando doses para pacientes recuperados

Reuters
Reuters

23 de maio de 2021 - 14:37 - Atualizado em 23 de maio de 2021 - 14:37

NOVA DÉLHI (Reuters) – A Índia está tentando economizar as escassas vacinas de Covid-19 adiando as doses para aqueles que se recuperaram da doença, disse o chefe de um painel do governo, acrescentando que a campanha de imunização não deveria ter sido aberta a todos os adultos antes de cobrir os mais vulneráveis.

Sob críticas por lidar com o pior aumento do mundo em infecções por coronavírus, o primeiro-ministro Narendra Modi tornou todos os adultos elegíveis à vacinação a partir de 1º de maio.

A escassez de vacinas agora forçou muitas regiões, incluindo a capital Nova Délhi, a priorizar novamente as pessoas com mais de 45 anos.

O governo federal disse na quarta-feira que os pacientes deveriam ser imunizados três meses após a recuperação, em comparação com a recomendação anterior de cerca de um mês. Não deu uma razão para a mudança de critério.

“Isso tem sido feito para economizar doses de vacina”, disse à Reuters Narendra Kumar Arora, chefe do Grupo Nacional de Assessoria Técnica em Imunização do governo, na sexta-feira.

“Discutimos adiar em três meses, seis meses ou nove meses, mas finalmente dissemos ‘podemos administrar em três meses, vamos fazer três meses por enquanto'”.

Arora disse que, devido à escassez de vacinas na Índia, o foco deveria ser a imunização dos que estão sob maior risco.

“Nosso grupo priorizou aqueles com 45 anos ou mais”, disse ele. “Porque 75% da mortalidade e morbidade estão nessa faixa etária.”

O Ministério da Saúde e Bem-Estar da Família informou no dia 19 de abril que a decisão de incluir todos os adultos na campanha de imunização foi tomada em reunião presidida por Modi.

O ministério e o gabinete de Modi não responderam a um pedido de comentário.

A Índia administrou cerca de 192 milhões de doses, mas deu as duas doses necessárias a apenas cerca de 3% de seus 1,35 bilhão de habitantes.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.