Notícias

Gaeco deflagra operação para investigar incêndio na Vila Corbélia

O incêndio na Vila Corbélia aconteceu em dezembro de 2018 e destruiu mais de 100 casas da invasão

Mirian
Mirian Villa

18 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 15:36

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) deflagrou uma operação na manhã desta quarta-feira (18) que busca investigar o incêndio na Vila Corbélia. O fato aconteceu em dezembro de 2018 e destruiu mais de 100 casas que ficavam na área de invasão.

Segundo o Gaeco, devem ser cumpridos 19 mandados de busca e apreensão contra policiais militares que residem em Curitiba e Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná.

Incêndio destrói na Vila Corbélia

O incêndio destruiu a Vila Corbélia, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), na noite do dia oito de dezembro de 2018. Vinte e quatro horas antes das casas serem queimadas, um policial militar foi assassinado na região.

Vídeo mostra homens com colete da PM atirando

Nas imagens, homens com colete da Polícia Militar aparecem atirando dentro da Vila. Eles saem de uma caminhonete e efetuam ao menos cinco disparos. Os dois estão sem farda, mas com o colete que identifica a PM. Um, que está de boné, aponta a arma em direção às pessoas que estão do outro lado na Vila Corbelia.

A gravação foi feita antes do incêndio em moradias na CIC, onde o PM foi morto, em frente ao bar. De acordo com testemunhas, no momento em que este vídeo foi feito, os policiais estavam atrás do dono do bar onde o soldado Erick Norio foi morto.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.